29
Jun 10
Se me disseres para ir, desaparecerei
Diz-me que não me queres ver novamente,
Quero ouvir tais palavras, e assim garantirei
Que a mágoa me manterá lúcida firmemente.

Se quiseres o meu choro, eu diria: desiste.
Faço tudo terrestre, mas nesses momentos
Pareço doutro mundo, por isso insiste
Quero-te ver a chamar meus tormentos.

Se assim for, posso desatar às gargalhadas,
Rir-me em agonia, electrificada.
Espero que o faças, sem ti não sou nada
Sem mim, algo fica por fazer, espero que te lembres.
publicado por misunderstood-ninja às 17:04

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.


pesquisar
 
mais sobre mim
subscrever feeds
pesquisar
 
mais sobre mim